Exames Laboratoriais

Se os sintomas sugerem que uma pessoa possa ter mieloma múltiplo, os principais exames laboratoriais que podem ser realizados são:

  • Hemograma

O hemograma completo é um exame que mede os níveis de glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas no sangue. Se existir uma grande quantidade de células de mieloma na medula óssea, os níveis da contagem sanguínea serão baixos.

  • Imunoglobulinas

Este exame mede os níveis de diferentes anticorpos no sangue. Existem vários tipos de anticorpos no sangue: IgA, IgD, IgE, IgG e IgM. Os níveis destas imunoglobulinas são medidos para verificar se estão altos ou baixos. No mieloma múltiplo, a quantidade de um tipo pode ser elevada, enquanto os outros são baixos.

  • Eletroforese

A imunoglobulina produzida por células de mieloma é anormal, porque é monoclonal. A eletroforese de proteínas séricas (SPEP) é um exame para medir a quantidade total de imunoglobulina no sangue e detectar qualquer imunoglobulina anormal. Em seguida, é realizada a imunofixação ou imunoeletroforese para determinar o tipo exato do anticorpo anormal (IgG, IgA, IgM ou algum outro tipo). Encontrar uma imunoglobulina monoclonal no sangue pode ser o primeiro passo para se ter o diagnóstico de mieloma múltiplo. Esta proteína anormal é conhecida por vários nomes diferentes, como imunoglobulina monoclonal, proteína M, pico M e paraproteína.

As imunoglobulinas são constituídas por cadeias de proteínas: 2 cadeias longas (pesadas) e 2 curtas (leves). Às vezes, os rins excretam partes da proteína M na urina. Esta proteína na urina é a parte da imunoglobulina chamada de cadeia leve, conhecida como proteína de Bence-Jones. Os exames utilizados para encontrar a imunoglobulina monoclonal na urina são denominados eletroforese de proteína na urina e imunofixação da urina.

  • Cadeias Leves Livres

Este exame mede a quantidade de cadeias leves no sangue. Isto é mais útil nos casos raros de mieloma em que a proteína M não é encontrada por SPEP. Uma vez que o SPEP mede os níveis de imunoglobulinas totais, não pode medir a quantidade de cadeias leves.

  • Microglobulina Beta-2

Esta é outra proteína produzida pelas células malignas. Embora esta proteína em si não cause problemas, pode ser um indicador útil do prognóstico de um paciente. Níveis elevados desta proteína indicam doença avançada.

  • Exames Químicos do Sangue

Os níveis de nitrogênio ureico (BUN) no sangue, creatinina, albumina, cálcio e outros eletrólitos são verificados:

  1. Os níveis da ureia e creatinina mostram o funcionamento dos rins. Níveis mais altos indicam que a função renal está prejudicada, o que é comum em pacientes com mieloma.
  2. A albumina é uma proteína encontrada no sangue. Quando o nível da albumina está baixo pode ser um sinal de mieloma avançado.
  3. Os níveis de cálcio podem ser maiores em pacientes com mieloma avançado. Níveis altos de cálcio podem causar sintomas, como fadiga, confusão e fraqueza.
  4. Os níveis dos eletrólitos, como sódio e potássio, também podem estar alterados pelo mieloma.


Compartilhe no Facebook

Digite abaixo seu endereço de email para ficar informado sobre novidades, pesquisas clínicas, notícias e novos tratamentos. (Seu e-mail não será divulgado).
Após digitá-lo, clique em ENVIAR

Feito isso, acesse seu e-mail e confirme a mensagem que enviaremos até você



5 comments on “Exames Laboratoriais

  1. ola, to em busca de ajuda para cuidar meu avo??? Ele tem 69 anos, encontra-se quarquetico, bastante esmagrecido e tem o mieloma multiplo, eu preciso de saber mais sobre a alimentaçao??? o que devo dar??? o que posso dar para ele se alimentar e recooperar o peso???
  2. estou sofrendo com inicio de um mieloma mutiplo, faço o acompamento mas sinto dores em todo osso do corpo,por ultimo sinto dores na bacia, principalmente quando varro a casa ou faço qualquer serviço, tenho que fazer porque não tenho quem faça as coisas para mim, moro só e Deus, estou enfrentando com muita coragem,tem dias que acho que não vale apenas,dias penso em desistir de viver.porquê eu que fiz tudo pelo outro e hoje me acontece um prloblema dificil de ser tratodo, espero que a medicina de hoje descubra um tratamento repido e eficaz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *