Novo tratamento se mostra promissor na regeneração óssea causada pelo Mieloma Múltiplo

SAN ANTONIO – Um tratamento experimental de ossos regenerados destruídos pelo mieloma múltiplo, um câncer de medula que ainda não tem cura, mas é tratável, em 11 dos primeiros 34 pacientes de um estudo clínico em oito centros de pesquisa em todo o país.

SAN ANTONIO – Um tratamento experimental de osso regenerado destruída por mieloma múltiplo, um câncer incurável, mas tratável da medula óssea, em 11 dos primeiros 34 pacientes de um estudo clínico em oito centros de pesquisa em todo o país. Melhorar a densidade óssea pode reduzir a dor e fraturas, manter os pacientes ativos e fora de uma cadeira de rodas.

Não é incomum para o mieloma múltiplo para criar buracos nos ossos ao longo do corpo do paciente, relata o Doutor Swaminathan Padmanabhan, um hematologista e professor assistente de medicina em um dos locais de pesquisa, a Terapia de Câncer e Centro de Pesquisas da Universidade do Texas Health Science Center em San Antonio. Dr. Padmanabhan é diretor de neoplasias hematológicas para o Instituto CTRC para o Desenvolvimento de Drogas. O novo tratamento, conhecida como BHQ880, é um anticorpo monoclonal humano concebido para estimular as células formadoras de ossos chamadas osteoblastos. “Este é o primeiro medicamento em teste humano que pode reconstruir o osso,” Dr. Padmanabhan estados. “Outras drogas como bifosfonatos adicionam cálcio ao osso para evitar a destruição dos ossos. Mas BHQ880 realmente repara os danos que o câncer provoca ao osso. “O estudo clínico testou uma combinação de BHQ880 e do bisfosfonato ácido zoledrônico (Zometa), administrado por via intravenosa. “BHQ880 voltas em interruptores no corpo para permitir a formação de osso novo”, explica o Dr. Padmanabhan. Ele diz que os sinais iniciais deste processo foram descobertos nos laboratórios do falecido Dr. Gregory Mundy, um pioneiro em desvendar a complexa biologia do osso durante sua carreira de 26 anos no Centro de Ciências da Saúde UT e mais tarde na Universidade de Vanderbilt. Conclusões relevantes pela equipe do Dr. Mundy foram relatados em um artigo de 2008 na revista Blood. A cintilografia óssea em pacientes de teste revelou um aumento na densidade óssea de até 6% por cento em vários pacientes, mas não há evidências ainda de que BHQ880 tem qualquer efeito sobre o mieloma em si. Dr. Padmanabhan informou em uma reunião nacional em New Orleans da Sociedade Americana de Hematologia, que dos primeiros 34 pacientes tratados, vários pacientes demonstraram melhora da densidade mineral óssea. Nenhum paciente teve quaisquer reacções adversas relacionadas com a droga. BHQ880 é fabricado pela Novartis Oncology e está sendo testado em 7 sete outros centros de pesquisa, incluindo a Universidade do Texas MD Anderson Cancer Center, em Houston, Mayo Clinic College of Medicine, em Scottsdale, Arizona, e Dana-Farber Cancer Institute, associado com a Harvard Medical School, em Boston. Pacientes que querem aprender sobre a segunda fase do estudo, que poderia começar este verão, pode chamar a enfermeira referência CTRC paciente em 210-450-5798. Instituto Nacional do Câncer estima que a cada ano, mais de 20 mil pessoas serão diagnosticadas com mieloma múltiplo , mais de 10.000 morrerão da doença. As taxas de sobrevivência aumentaram de três anos para contanto que 10 anos.

A Cancer Therapy & Research Center da Universidade do Texas Health Science Center em San Antonio é uma das principais pesquisas do país acadêmica e centros de tratamento, atendendo a mais de 4,4 milhões de pessoas no corredor de alto crescimento da Central e do Sul do Texas, incluindo Austin, San Antonio, Laredo e do Rio Grande Valley. CTRC é um dos centros de câncer de elite do país a ser nomeado um Instituto Nacional de Câncer-designado Cancer Center, e é um dos únicos três no Texas. Um líder mundial no desenvolvimento de novas drogas para o tratamento de câncer, o Instituto para o Desenvolvimento de Medicamentos CTRC é reconhecido internacionalmente para a realização de um dos maiores Fase I oncologia programas clínicos de drogas no mundo, e participa no desenvolvimento clínico e / ou pré-clínico de muitos dos medicamentos contra o câncer aprovado pela Food & Drug Administration EUA. Para mais informações, visite www.ctrc.net.

Estudo traduzido do site Health Canal, link original (em inglês)-> http://www.healthcanal.com/bones-muscles/8656-Novel-treatment-shows-promise-regenerating-bone-destroyed-multiple-myeloma.html

Versão em inglês

Novel treatment shows promise in regenerating bone destroyed by multiple myeloma

SAN ANTONIO – An experimental treatment has regenerated bone destroyed by multiple myeloma, an incurable but treatable cancer of the bone marrow, in 11 of the first 34 patients enrolled in a clinical study at eight research centers around the country.

SAN ANTONIO — An experimental treatment has regenerated bone destroyed by multiple myeloma, an incurable but treatable cancer of the bone marrow, in 11 of the first 34 patients enrolled in a clinical study at eight research centers around the country.Improving bone density may reduce pain and fractures, keeping patients active and out of a wheelchair. It’s not uncommon for multiple myeloma to create holes in bones throughout the patient’s body, reports Swaminathan Padmanabhan, M.D., a hematologist and assistant professor of medicine at one of the research sites, the Cancer Therapy & Research Center at The University of Texas Health Science Center at San Antonio. Dr. Padmanabhan is director of hematological malignancies for the CTRC’s Institute for Drug Development. The new treatment, known as BHQ880, is a human monoclonal antibody designed to stimulate the bone-forming cells called osteoblasts.

“This is the first drug in human testing that can rebuild bone,” Dr. Padmanabhan states. “Other drugs like bisphosphonates add calcium to the bone to prevent bone destruction. But BHQ880 actually repairs the damage cancer causes to the bone.” The clinical study tested a combination of BHQ880 and the bisphosphonate zoledronic acid (Zometa), given intravenously.

“BHQ880 turns on switches in the body to allow new bone formation,” explains Dr. Padmanabhan. He says early signals of this process were uncovered in the laboratories of the late Gregory Mundy, M.D., a pioneer in unraveling the complex biology of bone during his 26-year career at the UT Health Science Center and later at Vanderbilt University. Relevant findings by Dr. Mundy’s team were reported in a 2008 article in the journal Blood.

Bone scans on test patients revealed an increase in bone density of up to 6 percent in several patients, but there is no evidence yet that BHQ880 has any effect on the myeloma itself. Dr. Padmanabhan reported at a national meeting in New Orleans of the American Society of Hematology that of the first 34 patients treated, several patients demonstrated improvement in bone mineral density. No patients had any adverse reactions related to the drug.

BHQ880 is manufactured by Novartis Oncology and is being tested in seven other research centers including The University of Texas M.D. Anderson Cancer Center in Houston, Mayo Clinic College of Medicine in Scottsdale, Ariz.; and Dana-Farber Cancer Institute associated with Harvard Medical School in Boston. Patients who want to learn about the study’s second phase, which could begin this summer, may call the CTRC patient referral nurse at 210-450-5798.

The National Cancer Institute estimates that each year, more than 20,000 people will be diagnosed with multiple myeloma; more than 10,000 will die from the disease. Survival rates have increased from three years to as long as 10 years.

###

The Cancer Therapy & Research Center at The University of Texas Health Science Center at San Antonio is one of the nation’s leading academic research and treatment centers, serving more than 4.4 million people in the high-growth corridor of Central and South Texas including Austin, San Antonio, Laredo and the Rio Grande Valley. CTRC is one of the elite cancer centers in the country to be named a National Cancer Institute-designated Cancer Center, and is one of the only three in Texas. A world leader in developing new drugs to treat cancer, the CTRC Institute for Drug Development is internationally recognized for conducting one of the largest oncology Phase I clinical drug programs in the world, and participates in the clinical and/or preclinical development of many of the cancer drugs approved by the U.S. Food & Drug Administration. For more information, visit www.ctrc.net.



Compartilhe no Facebook

Digite abaixo seu endereço de email para ficar informado sobre novidades, pesquisas clínicas, notícias e novos tratamentos. (Seu e-mail não será divulgado).
Após digitá-lo, clique em ENVIAR

Feito isso, acesse seu e-mail e confirme a mensagem que enviaremos até você



One thought on “Novo tratamento se mostra promissor na regeneração óssea causada pelo Mieloma Múltiplo

  1. fiquei muito contente com a noticia minha mãe tem miolema multipla a 04 anos hoje ela esta na cadeira de rodas teve paraplegia e a pouco esta perdendo os movimentos dos braços teve uma fratura nas pernas..torço para que a medicina se avance e de uma qualidade de vida melhor para os pacientes como minha mãe livre de dores e livre de fraturas..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *